Acessibilidade:

Como trabalhar as competências socioemocionais na escola

Olá, professores!

Primeiramente, como vocês acreditam que as competências socioemocionais influenciam na vida de uma criança? A resposta pode ser uma reflexão acerca do impacto de tal conjunto na formação do pequeno. Afinal, com a experiência de cada um, os pontos de vista podem variar, mas todos eles tendem a apresentar algo em comum, a saber: a promoção do desenvolvimento do aluno.

Assim sendo, é primordial pensar sobre as estratégias adotadas no contexto escolar, tendo em vista o progresso das competências socioemocionais no meio acadêmico. Alem disso, a partir dessa abordagem torna-se possível estabelecer formas de potencializar ainda mais as habilidades envolvidas nesta missão.

Antes de tudo, é necessário entender como essas competências socioemocionais são importantes para propiciar o amadurecimento das crianças. Antecipadamente, ressalta-se que quando os pequenos são estimulados desde a tenra infância, eles  tendem a se tornar adultos bem-sucedidos em todas as áreas da vida: acadêmica, profissional e pessoal.

O que são competências socioemocionais?

As competências socioemocionais são completamente necessárias em nossas vidas, pois elas garantem a capacidade de gerirmos as emoções. Além disso, por meio delas passamos a ter o equilíbrio emocional mais desenvolvido.

Como resultado, ao longo da vida as pessoas se deparam com situações que requerem o controle necessário. Dessa forma, as competências socioemocionais ajudam a desempenhar habilidades precisas no relacionamento interpessoal, na mediação de conflitos, na realização de atividades em grupo, na solução de problemas e em diversas condições.

Aliás, quando as competências emocionais são parte integrante do plano pedagógico, os educadores são responsáveis por apresentarem as possibilidades de uma formação global de excelência.

Afinal, a escola tem um papel fundamental na contribuição do desenvolvimento da criança com a junção do aspecto cognitivo, social e emocional. Tudo isso com o objetivo de possibilitar o amadurecimento integral do aluno. Por fim, deve-se salientar que esse enfoque abre espaço para a prática da educação socioemocional.

O que é educação socioemocional?

Quando essas competências são adaptadas ao contexto escolar, os professores podem trabalhar com a educação socioemocional. Este processo é fundamental, pois ele garante o manejo e o entendimento das emoções manifestadas pelas crianças. Assim sendo, essa dinâmica também pode garantir a promoção da empatia e da capacidade de lidar com tomadas de decisão ainda na infância.

Contudo, a educação socioemocional conta ainda com cinco eixos que são fundamentais para o desenvolvimento do aluno, são eles: autoconsciência, autogestão, consciência social, habilidades de relacionamento e tomada de decisão responsável.

Por que a aprendizagem social e emocional é indispensável?

Inicialmente, não podemos negar o quanto o mundo tem sido exigente. Com isso, as novas gerações são sempre estimuladas a estarem prontas para encarar os desafios que surgem. Desafios estes em forma de cobranças por resultados.

De fato, esse perfil adotado nos últimos anos é apenas o reflexo de uma sociedade cada vez mais conectada. Feliz ou infelizmente, as pessoas precisam se adequar a esse novo formato e tentar obter a maturidade suficiente para saber lidar com as cobranças.

Nesse sentido, as crianças devem ser apresentadas a uma série de atividades e rotinas que potencializem as competências socioemocionais. Dessa forma, elas estarão preparadas para encararem os desafios da adolescência e, posteriormente, da vida adulta.

Como as competências socioemocionais podem potencializar propostas pedagógicas?

Em primeiro lugar, as competências socioemocionais exercem a função de possibilitar muitos avanços no que diz respeito à formação global do aluno. Com isso, elas também têm a vantagem de se basear em aspectos sociais, emocionais e acadêmicos.

Então, quando uma instituição se compromete a adotar essa abordagem em suas propostas pedagógicas, as crianças são beneficiadas. Um exemplo disso é que os pequenos são submetidos a práticas que promovem o caráter, a saúde e a cidadania.

Simultaneamente, é indicado o uso das competências socioemocionais no contexto escolar. Ele permite que a didática dos professores seja responsável por elaborar linhas de intervenção que potencialize o rendimento acadêmico da criança.

Estudos afirmam que a aplicação dessas intervenções causa efeitos completamente positivos nos alunos, a saber:

– Redução da ansiedade;

– Redução da depressão;

– Redução da perturbação emocional;

– Prevenção de problemas de conduta;

– Melhoria do rendimento acadêmico;

– Promoção de comportamentos sociais;

– Atitudes positivas no contexto da escola;

– Outros

Como fazer para propiciar as competências emocionais nas crianças?

A princípio, é importante que a escola esteja envolvida na busca por essa abordagem. A partir disso, os educadores devem se basear nas diretrizes adotadas pela instituição a fim de desempenhar suas funções. Logo depois, os professores podem comunicar ao corpo pedagógico quais serão as estratégias utilizadas.

No entanto, sabe-se que nem todos os profissionais puderam contar com uma formação que propiciasse esse conhecimento. Nesse caso, o aconselhável é buscar pela capacitação. Dessa forma, entender os mecanismos envolvidos na busca pelas competências emocionais vai ajudar imensamente a função de educar com base nesse conjunto de habilidades tão importante.

Referências

BRASIL. Competências socioemocionais como fator de proteção à saúde mental e a o bullying. BNCC. 

COSTA, A; FARIA, L. Aprendizagem social e emocional: reflexões sobre teoria e a prática na escola portuguesa. Lisboa, v. 31, n. 4, 2013.

Continue lendo

O que é Dislexia e quais são suas comorbidades?

Olá, professor! É comum que, em uma turma, algum aluno possa ter algum transtorno de aprendizagem. Para identificá-los, é necessário […]

3 Pilares da Neuropsicomotricidade

Quando o assunto é o desenvolvimento de um indivíduo, muitos fatores precisam ser levados em conta. Independentemente do aspecto a […]

Atividades de alfabetização para alunos com autismo

Olá, professores! O ato de alfabetizar é um desafio que todos os educadores precisam saber lidar. Nesse sentido, ensinar uma […]