Acessibilidade:

Objetivos da contação de histórias na educação infantil

Olá, professores!

Inicialmente, a educação infantil tem um papel indispensável na formação do indivíduo, sobretudo no que diz respeito ao aspecto cultural e social de todos nós. Com isso, cabe aos educadores a missão desafiadora de serem os responsáveis pelo desenvolvimento de competências e habilidades das crianças por meio da contação de histórias.

Diante desse cenário de possibilidades, pode-se afirmar que o estímulo à leitura figura-se como um dos mais importantes no percurso dos alunos a partir das séries iniciais. Em outras palavras, o fato de induzir os pequenos à prática da leitura começa em tenra idade por meio de atividades essenciais, como a contação de histórias.

Afinal, quais são os objetivos da contação de história?

Quando se estabelece a atividade de contação de histórias, tem-se em mente que ela se pauta na ludicidade. No entanto, além desse aspecto, a prática em questão também tem por objetivo estimular as crianças à criatividade, ao desenvolvimento da interação social e a todas as competências relacionadas com a sua jornada pedagógica e psicopedagógica.

Aliás, a contação de história traz consigo o poder de induzir os pequenos à oralidade e à melhora considerável no aspecto cognitivo do aluno. Nesse sentido, a capacidade de assimilação da criança aumenta, sobretudo em função da oportunidade que ela tem para exercer o raciocínio. Ademais, a criança tende a construir vínculos com o espaço da sala de aula, uma vez que vocês podem transformar o ambiente em uma extensão da história lida.

De acordo com Santos (2014), a história desempenha um papel importante, pois ela estabelece mecanismos para lidar com os problemas de maneira mais saudável, diversificada e dinâmica. Inclusive, isso é responsável por levar a criança a um mundo de descobertas cujos processos vivenciados pelos personagens são carregados de significado e importância.

Nesse sentido, a contação vai impactar de forma considerável na futura vida escolar da criança, uma vez que ela será constantemente estimulada por meio de tal prática. Para tanto, ressalta-se a preparação que os professores devem ter.

O que é preciso para desenvolver uma excelente contação de histórias?

Antes de tudo, vocês devem se preparar para executar esta prática. Primeiramente, é fundamental que os professores tenham o primeiro contato com o livro. Ou seja, vocês devem ler o material, captar as sensações que a história causa, criar proximidade com o objeto escolhido, etc.

Outro detalhe é que para realizar uma contação de história satisfatória, alguns fatores necessitam ser explorados, tais como a escolha de um ambiente propício, a duração da história e a preparação dos ouvintes (RAULINO, 2011). Vale lembrar que quanto mais interativa for a atividade, menores serão as chances de haver uma dispersão por parte das crianças.

Aliás, os professores podem contar com a presença dos pequenos para deixar a contação mais interessante. Entretanto, para que isso ocorra de maneira fluida, é preciso que os alunos participantes estejam engajados na tarefa de contribuir com a contação.

Que elementos podem contribuir durante a contação de história?

Antecipadamente, o aspecto imaginação deve ser sempre valorizado na contação de histórias. Dessa forma, reitera-se a importância dos professores em estimular as crianças. Assim sendo, ao realizar a contação, vocês podem sugerir aos alunos que tentem imaginar o cenário da história. Outra dica é a utilização de canções, brincadeiras e outros artifícios para manter a atenção e o interesse dos alunos.

Que tipo de histórias costumam ser as mais indicadas?

Na verdade, os contos de fadas e os livros que contam alguma fábula costumam ser sempre lembrados na hora de realizar a contação. Portanto, uma dica é escolher materiais que se encaixem no perfil da turma e que não sejam tão extensos, pois a contação deve ser prazerosa e evitar a dispersão das crianças; e que desperte em todos eles o interesse por mais histórias e novos personagens.

Referências

RAULINO, Clarice Ivone. Contação de histórias para crianças. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biblioteconomia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, 2011.

SANTOS, Márcia Raquel Eleutério dos. A contação de história na educação infantil na escola. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) – Universidade Federal de Paraíba, 2014.

Continue lendo

DISGRAFIA ALIADA A COMORBIDADES: O QUE VOCÊ PRECISA SABER!

Se você tem dúvidas sobre a Disgrafia, você precisa ler este conteúdo! Olá professor, tudo bem? Muitos são os desafios […]

Como conduzir uma anamnese com os pais para dificuldades de aprendizagem

O processo de aprendizagem, apesar de ser um desafio, é algo mágico, que dá brilho à vida. Por isso, é […]

PAPÁ, MAMÃ??ATÉ QUANDO ISSO É NORMAL?

Olá professores! Você sabia que a aprendizagem da fala, tem tudo a ver com a escrita? E que os problemas […]